Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Encontro

Manoel Soares se emociona com relato de racismo no auditório do Encontro

Mulher na plateia do Encontro desabafa sobre racismo: "Parece que nunca vai acabar isso"

Luisa Alves, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 01/08/2022, às 17h43

Nice, mulher na plateia do Encontro, emociona Manoel Soares ao contar casos de racismo - Reprodução/Vídeo/gshow
Nice, mulher na plateia do Encontro, emociona Manoel Soares ao contar casos de racismo - Reprodução/Vídeo/gshow

Durante a edição desta segunda-feira, 1, do programa 'Encontro', o apresentador Manoel Soares se comoveu com o relato de racismo de uma mulher presente na plateia. Além de ouvir e sentar-se ao lado de Nice, o apresentador também contou situações que vive em seu cotidiano.

O caso de racismo vivido por Titi e Bless, filhos dos atores Giovanna Ewbank e Bruno Gagliasso, chocou após um vídeo em que Giovannadiscute com a mulher acusada do ato racista, em Portugal. 

Durante a exibição do 'Encontro' na TV Globo, nesta segunda-feira, Nice, uma mulher que estava na plateia, relatou casos de racismo sofridos por ela desde sua infância. O apresentador do programa, Manoel Soares, sentou-se ao lado da mulher enquanto ouvia seu relato e a abraçou, emocionando-se com o depoimento.

"Começo a lembrar de tudo que eu passei, o preconceito, o racismo. Quando a gente era criança, minha mãe saía, nós éramos sete irmãos, e deixava a gente trancado em casa para poder fazer as coisas. As crianças iam lá jogar pedras na casa, xingar a gente... Na escola, em todo lugar. Até hoje sofremos esse preconceito. Parece que nunca vai acabar isso", contou Nice que chorou com os depoimentos dos convidados e apresentadores.

Manoel Soares permaneceu sentado ao lado da mulher, a ouvindo, até que ela se acalmasse. Confira abaixo um trecho do programa.

Outros relatos

O próprio apresentador desabafou que possui um carro importado, mas que seu filho tem receio de usá-lo e ser parado por policiais violentamente. Outra pessoa que compartilhou duras experiências, foi a apresentadora Astrid Fontenelle. Ela contou que seu filho de 14 anos escreveu uma carta em apoio à Titi e Bless

Astrid Fontenelli durante debate no Encontro/Reprodução/Vídeo/gshow

"Ele tenta falar que não é com eles, é com todos, que vai acontecer outras vezes... E no final ele termina falando que a cor da pele não define nada além de sua própria beleza. Me desculpem, mas a Titi é deslumbrante!", disse.

Ela ainda contou outros casos de racismo sofridos por seu filho, que foi adotado ainda bebê, como informa o Notícias da TV. 

"É aí que eu fico arrasada, porque eu estou aqui, mas sei o que pode acontecer na escola daqui há pouco", disse.


O site Aventuras na História está no Helo! Não fique de fora e siga agora mesmo para acessar os principais assuntos do momento e reportagens especiais. Clique aqui para seguir.