Notícias » Música

Marca registrada de Amy Winehouse, penteado nasceu de uma piada, conta ex-cabeleireiro

Segundo Alex Foden, o icônico “coque de colmeia” começou como uma brincadeira

Isabela Barreiros, sob supervisão de Alana Sousa Publicado em 20/07/2021, às 16h00

Amy Winehouse no South Bank Show Awards em 2007
Amy Winehouse no South Bank Show Awards em 2007 - Getty Images

O ex-cabelereiro da cantora Amy Winehouse, Alex Foden, revelou uma curiosidade sobre o penteado usado pela artista, que se tornou sua marca registrada. Em entrevista ao Sunday People, ele revelou que o “coque de colmeia” surgiu “como uma piada”.

Antes de filmar o clipe da famosa ‘Back do Black’, os dois estavam nos bastidores e Amy estava tendo seu cabelo preparado por Foden, que decidiu fazer uma pegadinha com a cantora e produção ao exagerar no penteado da britânica.

“Como uma piada, eu penteei seu cabelo massivamente para trás e coloquei um pacote extra de cabelo dentro”, contou o cabeleireiro. Embora tudo tenha começado com uma brincadeira, Alex diz que se surpreendeu com a reação do pessoal da produção. 

“Eu falei: 'Pronto, vamos mostrar o look acabado', brincando obviamente, e quando saímos do trailer todos falaram: 'Ai meu Deus! É isso, essa será sua assinatura’”, revelou.

Foden explicou que o penteado “nunca foi feito para ser tão grande”, então eles decidiram transformar o look “em uma caricatura”. “Eu pegava dois pacotes de cabelo sintético, que é leve, colocava redes de cabelo em volta e costurava juntos. Nós os chamávamos de bolas de pelo”, disse.

Segundo o cabeleireiro, a cantora chegou até mesmo a perder um celular dentro do cabelo e não foi capaz de encontrar o telefone por três dias. “Ela coçou a cabeça e estava dentro da colmeia”, contou.

Além de estilos e aparências, Alex também relatou que era próximo de Amy e que ela era “uma boa ouvinte e sempre quis saber tudo sobre sua vida”. Ele afirma que a artista “queria fazer as pessoas felizes”. 

“Foi uma pena que ela não pudesse colocar sua própria teoria em prática porque ela poderia resolver os problemas de qualquer pessoa”, lamentou o ex-cabelereiro.