Notícias » Itália

Maré Alta deixa Veneza em estado de emergência

O pico das águas pode superar 1,90 metros de altura — registrando uma piores inundações dos últimos 50 anos

Fabio Previdelli Publicado em 13/11/2019, às 11h09

Praça de São Marcos é coberta de água durante uma maré alta excepcional em 13 de novembro de 2019 em Veneza, Itália
Praça de São Marcos é coberta de água durante uma maré alta excepcional em 13 de novembro de 2019 em Veneza, Itália - Getty Images

A cidade de Veneza, na Itália, registrou na noite de ontem, terça-feira, 12, uma das piores inundações da História. A noite na cidade italiana foi de extrema tensão. Uma acqua alta, ou maré alta, invadiu lojas, cafés e diversas empresas. Segundo o Centro de Marés de Veneza, o pico das águas pode superar 1,90 metros de altura. A situação fez as autoridades locais declararem estado de emergência.

Por volta da meia-noite foi possível ouvir sirenes soarem pela cidade. Nesse mesmo horário, o Centro de Marés registrou um pico de 1,87 metros de água, o maior índice desde o recorde registrado em 4 de novembro de 1966.

Uma vista dentro da Basílica inundada de São Marcos, durante uma maré alta excepcional em 13 de novembro de 2019 em Veneza, Itália / Crédito: Getty Images

 

O prefeito de Veneza, Luigi Brugnaro, usou sua conta oficial no Twitter para se manifestar: “Enfrentamos uma maré mais que excepcional. Todos estão mobilizados para manejar a emergência”.

"Amanhã [hoje, dia 13] pediremos o estado de catástrofe natural porque os custos [os danos] serão provavelmente significativos e se espera que o nível da água continue subindo", continuou Brugnaro. "Necessitamos que todos nos ajudem a lidar com o que é claramente o impacto da mudança climática".

Apesar do cuidado das autoridades locais, um idoso acabou morrendo em consequência da inundação. Segundo a CNN, o homem estava tentando acionar as bombas elétricas em sua casa na Ilha de Pellestrina, em Veneza.

O mau tempo tem atormentado a Itália essa semana e, ao que indicam os meteorologistas, parece que esse cenário vai se estender pelos próximos dias. A CBS informou que, nos últimos dias, a cidade de Policoro — uma região conhecida por suas antigas ruínas grega — foi atingida por um turbilhão que levou o telhado de duas casas. Já na mesma região da Basilicata, a cidade turística de Matera, famosa por suas antigas cavernas, foi inundada após fortes chuvas.

Turistas andam em águas altas na Praça de São Marcos em 12 de novembro de 2019 em Veneza, Itália / Crédito: Getty Images

 

Um fato histórico que tem preocupado muitos moradores e também as autoridades locais é que, nas últimas duas décadas, Veneza sofreu três entre as cinco grandes inundações de sua história. Inclusive, a mais recente delas aconteceu no ano passado.