Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Europa

Marido de opositora do governo de Belarus é condenado a 18 anos de prisão

Sergei Tikhanovsky havia sido detido em maio de 2020, enquanto pensava em disputar a presidência do país

Paola Orlovas, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 14/12/2021, às 13h45

Sergei Tikhanovsky, de 43 anos, foi condenado a 18 anos de prisão - Divulgação / YouTube /  Radio Free Europe / Radio Liberty
Sergei Tikhanovsky, de 43 anos, foi condenado a 18 anos de prisão - Divulgação / YouTube / Radio Free Europe / Radio Liberty

Sergei Tikhanovsky, marido de Svetlana Tikhanovskaya, a líder da oposição de Alexander Lukashenko que está em exílio na Lituânia, foi condenado por um tribunal de Belarus nesta terça-feira, 14, a cumprir 18 anos de prisão após passar um ano e meio detido.

O julgamento também anunciou a pena de outros opositores, sendo seis pessoas no total. Mikola Statkevitch, um político belarusso que fazia parte dos acusados, recebeu 14 anos de prisão, similar com outras penas, que ficaram entre 14 e 16 anos.

Sergei Tikhanovsky, de 43 anos, havia sido detido em maio de 2020, enquanto pensava em disputar a presidência do país durante as eleições presidenciais, que ocorreram em agosto do mesmo ano. As informações são da AFP.

Tikhanovsky foi substituído por sua mulher, Svetlana Tikhanovskaya, que conseguiu mobilizar grande parte da população belarussa, que foi para as ruas protestar contra o governo de Lukashenko.  

Svetlana Tikhanovskaya se pronunciou sobre o caso de seu marido logo após o anúncio do veredicto, denunciando o regime pelas redes sociais.

Meu marido, Sergei Tikhanovsky, foi condenado a 18 anos de prisão. O ditador se vinga publicamente de seus opositores mais forte”, disse via Twitter.