Notícias » Brasil

Marieta Severo relembra ditadura no Brasil

‘Insuportável viver sem democracia’, afirmou a atriz, em entrevista

Redação Publicado em 27/12/2021, às 13h00

Marieta Severo em entrevista
Marieta Severo em entrevista - Divulgação/ Twitter/ @jnascim

Durante participação no programa Altas Horas, da TV Globo, exibido no último sábado, 25, a atrizMarieta Severo, de 75 anos de idade, falou sobre o período em que deixou de se apresentar na televisão, durante a Ditadura Militar no Brasil (1964 -1985).

Em conversa com o apresentador Serginho Groisman, a atriz relembrou a decisão de se afastar da TV. Na época, quando ainda era casada com o cantor e compositor Chico Buarque, Marieta não achava justo estar onde o então marido era censurado.

Isso foi há muito tempo, era na época da ditadura, essa época terrível que a gente espera que não volte nada semelhante. Existia uma censura e uma impossibilidade de Chico (Buarque) se apresentar na televisão. Achava que não era justo eu me apresentar com ele sendo censurado”, afirmou.

A atriz ainda relembrou o fato de ter que se mudar para a Itália com sua família em decorrência do risco eminente de Chico Buarque ser preso em solo brasileiro:

Ficamos mais de um ano lá, mas por conta desse período tenebroso que alguns clamam de volta [...] É insuportável viver sem democracia”, pontuou Severo.

Abaixo, confira um trecho da entrevista da atriz: