Notícias » Brasil

Mário Frias critica uso de pronome neutro em post do Museu da Língua Portuguesa

Via Twitter, o Secretário Especial da Cultura ainda afirmou que impedirá o uso de dinheiro federal para "piruetas ideológicas"

Wallacy Ferrari, sob supervisão de Alana Sousa Publicado em 24/07/2021, às 09h30

Mário Frias em reunião em 2020
Mário Frias em reunião em 2020 - ASCOM / MCTI / Leonardo Marques

O Secretário Especial da Cultura no governo federal, Mário Frias, usou as redes sociais para se manifestar contra uma publicação do Museu Nacional da Língua Portuguesa (MLP) feita em 12 de julho deste ano usando o termo 'todes' para convidar seguidores a reinauguração do museu após sua restauração, como informa o jornal Estado de Minas.

Contrário ao uso do termo com pronome neutro — que promove a inclusão com o direcionamento de fala para pessoas que não se identificam com os gêneros feminino e masculino — o secretário classificou a intervenção como um vandalismo linguístico, respondendo a publicação do museu durante a noite da última sexta-feira, 23.

O ex-ator reafirmou que sua secretaria foi responsável pelo investimento que custeou a restauração do edifício, incendiado em 2015, estimando o valor de R$ 56 milhões para suas obras de revitalização. Em resposta ao uso do termo, afirmou que o museu deveria se responsabilizar com a "preservação da língua" e não para que "agentes públicos brinquem de revolução", como classificou.

Por fim, ainda esclareceu que tomará medidas para "impedir que usem o dinheiro público federal para suas piruetas ideológicas", classificando o governo de SP como "militante".

Em resposta, o Museu afirmou estar "aberto a debater todas as questões relacionadas à língua portuguesa, incluindo a linguagem neutra, cuja discussão toca aspectos importantes sobre cidadania, inclusão e diversidade”.