Notícias » Ucrânia

Mariupol: Uma criança e dois adultos morreram em ataque a hospital, diz vice-prefeito

Ao menos 17 pessoas ficaram feridas, segundo Sergei Orlov

Redação Publicado em 10/03/2022, às 08h26

Mulher grávida é retirada de hospital bombardeado
Mulher grávida é retirada de hospital bombardeado - Divulgação / JN

O vice-prefeito da cidade ucraniana de Mariupol, Sergei Orlov, afirmou que três pessoas morreram após ataque a um hospital infantil e maternidade na última quarta-feira, 9. Uma criança está entre as vítimas.

“Eu estou absolutamente certo de que eles sabem [que lá funcionava] essa instalação [o hospital], e que estão destruindo essa cidade”, disse Orlov à BBC. Há ao menos 17 pessoas feridas, incluindo uma mulher grávida.

De acordo com o portal de notícias G1, o político informou ainda que um centro de coleta de sangue e mais 300 leitos que estavam sendo destinados ao tratamento de pacientes com Covid-19 acabaram sendo destruídos.

As autoridades russas, no entanto, declararam que a unidade de saúde estaria sob o controle de radicais ucranianos no momento do ataque e que não havia pacientes no local.

O ministro de Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, declarou, nesta quinta-feira, 10, que "a mídia ocidental não deu os dois lados da história" e que não havia nem mulheres e nem crianças no hospital bombardeado.

Contudo, o porta-voz do governo da Rússia afirmou durante entrevista que o país irá procurar seus militares para tentar entender o ocorrido. “Nós certamente vamos perguntar aos nossos militares, porque eu e você não temos informação clara do que aconteceu lá, e os militares provavelmente vão dar informações”, disse Dmitry Peskov.