Notícias » Ucrânia

Médica ucraniana, mãe de 12, é morta em confronto com forças russas

Segundo uma de suas filhas, Olga Semidyanova ‘salvou os soldados até o fim’ e foi chamada de ‘heroína’ pelo ministro do interior do país

Redação Publicado em 17/03/2022, às 14h30

A médica ucraniana Olga Semidyanova
A médica ucraniana Olga Semidyanova - Divulgação/Redes sociais

Uma médica ucraniana e mãe de 12 filhos foi morta durante um embate entre as forças da Ucrânia e Rússia no dia 3 de março junto de sua unidade em Donetsk, ao sul, sendo descrita como uma “heroína” pelo ministro do interior, Anton Gerashchenko.

Olga Semidyanova deixou 12 filhos, sendo seis deles biológicos e os outros adotados. Ela estava na linha de frente, mas também atuava como médica e nos socorros dos feridos durante o conflito.

"Ela foi assassinada em um confronto com os bandidos russos. Mesmo quando ela viu que seu regimento não sobreviveria, ela protegeu seu país até o fim. É uma heroína nacional. É uma heroína para mim", declarou Gerashchenko.

O corpo de Semidyanova ainda não foi recuperado do local em decorrência dos bombardeios, como explicou uma de suas filhas ao The Sun.

"Temos fotos do local de sua morte, mas, por causa dos confrontos intensos, ainda não será possível enterrá-la", contou Julia. Segundo ela, a mãe “salvou os soldados até o fim"