Notícias » Família Real Britânica

“Meghan tem documentos para apoiar tudo o que ela disse”, afirma apresentadora

Em entrevista à CBS, Gayle King, que é amiga da Duquesa de Sussex, revelou que Markle consegue provar tudo o que disse à Oprah durante sua polêmica entrevista

Fabio Previdelli Publicado em 17/03/2021, às 10h00

Fotografia de Meghan Markle em meados de 2018
Fotografia de Meghan Markle em meados de 2018 - Wikimedia Commons

Após afirmar que Harry já ligou para William e Charles, a apresentadora Gayle King fez outra revelação surpreendente sobre a conturbada relação entre Harry e sua esposa Meghan Markle com a Família Real britânica.  

Desta vez, segundo matéria repercutida pelo UOL, a jornalista afirmou que Markle tem provas sobre todas as declarações que ela fez contra a realeza em entrevista com a apresentadora Oprah Winfrey, que foi ao ar no último dia 7 desse mês.  

Meghan tem documentos para apoiar tudo o que ela disse na entrevista com a Oprah. Tudo”, declarou Gayle, que é amiga da Duquesa de Sussex, em entrevista ao programa CBS This Morning.

Fotografia do Príncipe Harry e Meghan Markle na entrevista / Crédito: Getty Images

 

Relembre a polêmica 

Na comentada entrevista à Oprah, que foi ao ar nos Estados Unidos no último dia 7, o casal Harry e Meghan fez uma série de declarações, com temas desde suicídio até a relação carinhosa da duquesa com a rainha. 

Contudo, a afirmação de que a família real seria racista e que um membro teria demonstrado preocupação com a cor do filho do casal, que ainda iria nascer, impressionou muitas pessoas. Isso porque além da declaração, o casal optou por não revelar o nome de quem teria levantado a polêmica. 

Harry disse a Oprah que os comentários racistas não haviam sido feitos por Elizabeth II, nem pelo príncipe Philip. Desde então, o que todos querem saber é a identidade do autor de tais comentários, além do posicionamento dos membros da realeza britânica sobre o tema.

Na última quinta-feira, 11, um repórter questionou William, que saía de uma escola em Stratford ao lado de sua esposa, Kate, se os membros da monarquia britânica são preconceituosos. Em resposta, o príncipe declarou: "Não somos uma família racista." 

Dias antes, na terça-feira, 9, o Palácio de Buckingham declarou que a alegação de racismo era algo "preocupante". Em comunicado oficial repercutido pelas redes sociais, a instituição chegou a dizer, em nome da Rainha Elizabeth II, que "as lembranças podem variar", mas que os Sussex "sempre serão membros muito queridos da família".