Notícias » Personagem

Mel Gibson bate continência para Donald Trump e é criticado nas redes

O episódio aconteceu no último sábado, 10, durante a mais recente edição do UFC — para apoiadores do ex-presidente, contudo, a saudação foi o "ato de um verdadeiro patriota"

Pamela Malva Publicado em 13/07/2021, às 16h00

Fotografia do ator Mel Gibson
Fotografia do ator Mel Gibson - Getty Images

No último sábado, 10, o ator Mel Gibson gerou polêmicas ao cumprimentar o ex-presidente Donald Trump com uma saudação militar. Segundo a Rolling Stone, tudo aconteceu na última edição do UFC 264, na T-Mobile Arena, em Las Vegas, EUA.

Na ocasião, Mel Gibson estava camuflado no meio da plateia quando Trump chegou ao local, cercado por guarda-costas. Junto de câmeras e acenos direcionados ao ex-presidente, o ator bateu uma continência, de acordo com o The Independent. 

Imagens do momento foram publicadas nas redes sociais e, assim, Mel Gibson recebeu diversas críticas dos internautas — mas também foi bastante elogiado. De um lado, republicanos afirmam que a saudação foi o "ato de um verdadeiro patriota"; do outro, críticos de Trump questionam a atitude do ator.

Acontece que, aos 65 anos, Mel Gibson já protagonizou diversos escândalos graças ao seu histórico declarações homofóbicas e antissemitas. Astro da franquia 'Máquina Mortífera', o ator ainda não se posicionou sobre o mais recente episódio.

Polêmicas antigas

Em junho de 2020, a atriz Winona Ryder revelou, em entrevista ai The Sunday Times, que já presenciou momentos em que Mel Gibson realizou comentários homofóbicos. Na época, inclusive, o ator foi temporariamente afastado de Hollywood por suas falas.

Estávamos em uma festa lotada com um dos meus bons amigos. E Mel Gibson estava fumando um charuto, e todos nós conversamos e ele disse ao meu amigo, que é gay: 'Oh, espere, eu vou pegar AIDS?'", revelou Winona.

Já incomodada com os comentários, a atriz ficou ainda mais surpresa quando o colega de profissão fez um comentário antissemita. "E então surgiu algo sobre os judeus, e ele disse: 'Você não é um trapaceiro do forno, é?'", revelou a artista.

Em resposta às acusações de Winona, Gibson afirmou, em comunicado enviado ao The New York Post, que a versão da atriz "é 100% mentira". "Ela mentiu há mais de uma década, quando falou com a imprensa, e está mentindo agora", pontuou a nota.

Depois disso, Winona se pronunciou mais uma vez. "Acredito em redenção e perdão, e espero que o Sr. Gibson tenha achado uma forma saudável de lidar com os próprios demônios, mas eu não sou um deles", afirmou, em defesa publicada pelo The Post.