Notícias » Rust

Membro da equipe de ‘Rust’ é picado por aranha venenosa e pode ter que amputar braço

Jason Miller, um operador e montador, foi picado por uma aranha-violinista

Paola Orlovas, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 08/11/2021, às 14h11

Uma Loxosceles reclusa, ou aranha-violinista
Uma Loxosceles reclusa, ou aranha-violinista - Wikimedia Commons

Jason Miller, um dos membros da produção de ‘Rust’, filme de Alec Baldwin, que matou acidentalmente a diretora de fotografia Halyna Hutchins dentro do set, foi picado por uma espécie venenosa de aracnídeo, a aranha-violinista enquanto ajudava a fechar o set da produção, e agora pode acabar tendo que amputar o braço. As informações são da Revista Monet.

Levando o nome científico de Loxosceles reclusa e também conhecida como aranha-marrom-reclusa, é uma espécie natural da América do Norte, onde o filme era produzido.

A aranha-violinista, que leva uma coloração castanha, habita ambientes escuros e úmidos que contam com madeiras, lenhas e pedras. Apesar de não ser agressiva, é venenosa, e sua picada, apesar de não ficar dolorida em primeiro momento, pode chegar a ser fatal, doendo após dez horas e podendo espalhar o veneno pelo corpo todo.

Em meio aos esforços para fazer com que Jason Miller, que teve necrose do braço e sepse, não faleça em decorrência do encontro com o animal, vaquinhas para pagar seu tratamento foram criadas, em plataformas virtuais como GoFundMe e JustGiving.

Na página das campanhas, o texto diz mais sobre a condição do montador: “Ele foi hospitalizado e passou por várias cirurgias todos os dias, enquanto os médicos fazem o possível para impedir a infecção e tentar salvar seu braço da amputação”.