Notícias » Ucrânia

Memorial a judeus mortos na Segunda Guerra é atingido por ataque russo na Ucrânia

O Centro Memorial do Holocausto de Babi Yar foi danificado pelo bombardeio das forças russas a torre de TV de Kiev na última terça-feira, 1

Redação Publicado em 02/03/2022, às 08h01 - Atualizado às 08h45

Registros da explosão na torre de TV em Kiev, Ucrânia
Registros da explosão na torre de TV em Kiev, Ucrânia - Divulgação/Vídeo/Youtube/UOL

Um dos principais memoriais aos judeus mortos durante o Holocausto colocado em prática pela Alemanha Nazista durante a Segunda Guerra Mundial foi danificado por um ataque russo à capital ucraniana na última terça-feira, 1.

O Centro Memorial do Holocausto de Babi Yar foi atingido pelo bombardeio das forças russas à torre de TV de Kiev, na Ucrânia, por estar situado ao seu lado. Ainda não foi revelado o tamanho dos danos da investida russa na construção.

"Para o mundo: qual é o ponto em dizer 'nunca novamente' por 80 anos se o mundo fica quieto quando uma bomba cai no mesmo lugar de Babi Yar? Pelo menos cinco mortos. A História se repete", escreveu o presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, no Twitter.

No local, em apenas 48 horas, em setembro de 1941, mais de 34 mil judeus foram mortos, em um período em que a Ucrânia estava sob controle dos nazistas alemães. Após a guerra, Babi Yar foi transformado em memorial.

A instituição também havia criticado o presidente da Rússia, Vladimir Putin, pouco antes do ataque, que não acredita-se ter sido alvo do bombardeio. O memorial pedia que o russo fosse investigado por crimes de guerra pelo Tribunal Penal Internacional.