Notícias » Brasil

Menino de 3 anos é encontrado em situação de abandono em Aparecida de Goiânia

Horas depois de seu resgate, sua mãe e seu padrasto foram encontrados mortos em condições misteriosas

Fabio Previdelli Publicado em 10/03/2021, às 11h04

Policiais resgatando o garoto
Policiais resgatando o garoto - Divulgação

Na manhã da última segunda-feira, 8, um menino de apenas 3 anos de idade foi encontrado abandonado, em situação de maus-tratos em uma residência em Aparecida de Goiânia, na região metropolitana de Goiás.  

Acontece que, horas depois, a mãe e o padrasto do garoto foram encontrados mortos, apresentando diversas marcas de tiro, na área afastada da Serra das Areias. O caso ainda é um mistério para os investigadores.  

O menino só foi resgatado após as autoridades receberem denúncias de vizinhos, que relataram ouvir o choro constante de uma criança durante a noite toda. Quando os policiais entraram na residência, que fica no Conjunto Estrela Sul, encontraram o garoto já desacordado.  

"Ele estava nu, caído no chão, praticamente desfalecido. Foram feitos os primeiros socorros no local pelos próprios guardas, antes de ele ser levado ao hospital", relata Weber Júnior, comandante da Guarda Civil. 

Ainda foi informado que o imóvel estava sujo e desorganizado. Além disso, não havia alimentos para a criança. A situação do local foi registrada em fotos pelas autoridades locais.  

"A energia elétrica da casa estava cortada, não havia água e alimentos para a criança. Para sobreviver, ele tomou água do vaso sanitário e comeu farinha pura, que foi o único alimento que encontramos. Acreditamos que ele ficou sozinho por mais de 24 horas", completou Júnior.  

Após isso, o menino foi encaminhado para a Unidade de Pronto-Atendimento do Parque Flamboyant, onde foi atendido por especialista. Felizmente, agora, seu estado de saúde é estável.  

Os pais do garoto 

Após quase 10 horas que o jovem foi resgatado, sua mãe, de 21 anos, e seu padrasto, de 26, foram encontrados mortos. Os corpos deles estavam no Setor Quinta da Boa Vista, na Serra das Areias. Os dois estavam sem documentos.  

Os policiais informaram que eles estavam com vários ferimentos de tiro em seus rostos, na cabeça e nas costas. O crime teria acontecido na madrugada de domingo para segunda. Até o momento, nenhum suspeito foi identificado.  

Enquanto o Conselho Tutelar não toma providências legas quanto à guarda da criança, o menino ficará, provisoriamente, com sua avó materna, que já tem direto a guarda de sua irmã de 5 anos.