Notícias » Rio de Janeiro

Meninos de Belford Roxo: Perícia diz que ossada encontrada não é humana

Restos mortais foram encontrados após um homem denunciar o próprio irmão. Garotos estão sumidos desde 27 de dezembro de 2020

Fabio Previdelli Publicado em 03/08/2021, às 11h22

Fotos dos meninos que desapareceram em Belford Roxo
Fotos dos meninos que desapareceram em Belford Roxo - Divulgação/ Arquivo Pessoal

Como noticiado pela equipe do site do Aventuras na História no último sábado, 31, após um homem ir à polícia do Rio denunciar o próprio irmão pelo sumiço dos três meninos de Belford Roxo, a Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense informou que achou uma ossada durante buscas realizadas na área apontada pelo sujeito.  

Porém, de acordo com informações publicadas pelo UOL, o laudo da perícia, que analisou seis fragmentos de ossos, concluiu que os restos mortais — que estavam em avançado estado de decomposição — são incompatíveis com a espécie humana. De acordo com o UOL, fontes disseram que a ossada pode pertencer a um animal bovino.

"O material coletado é referente a vértebras caudais de animais e não de falanges humanas", diz trecho do documento escrito pelo Laboratório de Antropologia Forense, do Instituto Médico-Legal (IML). 

Desde que os restos foram encontrados, a avó de dois dos três meninos desaparecidos declarou ao O Globo que não acreditava na versão do homem que denunciou o próprio irmão, acreditando que os meninos ainda “estão vivos” e que a história seria apenas para “despistar” os investigadores.  

Os três meninos — Lucas Matheus, de 9 anos; Alexandre Silva, 11; e Fernando Henrique, 12 — desapareceram no dia 27 de dezembro de 2020 depois de saírem para brincar. As autoridades trabalham com a possibilidade de que os garotos tenham sido vítimas de traficantes.