Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Mundo

Mercedes e F1 soltam notas de repúdio contra fala de Piquet sobre Lewis Hamilton

Depois de ex-piloto brasileiro chamar o inglês de "neguinho", diversas respostas estão sendo divulgadas

Alan de Oliveira | @baco.deoli Publicado em 28/06/2022, às 11h17

Imagem de divulgação de Lewis Hamilton pela sua equipe, Mercedes-AMG - Divulgação/ Instagram Mercedes @mercedesamgf1
Imagem de divulgação de Lewis Hamilton pela sua equipe, Mercedes-AMG - Divulgação/ Instagram Mercedes @mercedesamgf1

Após o ex-piloto multicampeão da Fórmula 1, Nelson Piquet se referir ao também piloto e recordistas de títulos, Lewis Hamilton, como “neguinho”, a equipe da Mercedes-AMG (a qual Lewis trabalha) e a organização da competição condenaram a atitude do brasileiro hoje, 28.

A situação ocorreu ainda em 2021, no canal MotosportTalks, quando Piquet estava fazendo um comentário acerca do acidente que envolveu o britânico e o seu genro, Max Verstappen, durante a corrida do Grande Prêmio de Silverstone, em 2021. 

Notas oficiais

Para o jornal CNN, a Fórmula 1 alegou que "Lewis é um incrível embaixador por nosso esporte e merece respeito".

Ainda na mensagem enviada para emissora, a empresa ressalta o quanto é necessário atitudes mais inclusivas saiam de todos os cantos, até mesmo de ex-atletas.

“São esforços incansáveis de Hamilton para aumentar a diversidade e inclusão. Essa é uma lição para muitos e algo que estamos comprometidos na F1”, afirmou a Fórmula 1 no comunicado para a CNN.

A escuderia alemã que o corredor inglês defende, destacou que “ele liderou os esforços do nosso esporte para combater o racismo, um verdadeiro campeão da diversidade dentro e fora da pista”.

Por fim, a Federação Internacional de Automobilismo (FIA), entidade que regulamenta a Fórmula 1, reiterou o apoio dado pela categoria e expressou a sua "total solidariedade" para o maior campeão da modalidade ao lado de Michael Schumacher.

Hamilton se manifestou sobre o ataque através de sua conta no Twitter: 'Vamos focar em mudar a mentalidade', escreveu ele.

Em seguida, Hamilton destacou que esse tipo 'mentalidade arcaica precisa mudar'. 

"É mais do que linguagem. Essas mentalidades arcaicas precisam mudar e não têm lugar no nosso esporte. Fui cercado por essas atitudes e alvo de minha vida toda. Houve muito tempo para aprender. Chegou a hora da ação", escreveu Hamilton.