Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Mundo

Mercenário conhecido como 'favorito' de Putin é alvejado na Ucrânia

O aliado de Putin, apelidado de “carrasco”, teria falecido durante conflito armado

Alan de Oliveira | @baco.deoli | sob supervisão de Wallacy Ferrari Publicado em 08/06/2022, às 10h50

Mercenário Vladimir Andonov, conhecido como mercenário favorito de Putin - Divulgação/ Youtube
Mercenário Vladimir Andonov, conhecido como mercenário favorito de Putin - Divulgação/ Youtube

Um dos mercenários reconhecido como “favorito” do presidente russo Vladimir Putin, foi morto com vários disparos em meio uma troca de tiros contra um atirador ucraniano, segundo a apuração do jornal britânico ‘Metro’. O “carrasco”, como era apelidado Vladimir Andonov, 44, era membro de famoso ‘Grupo Wegner’ e foi morto na cidade Kharkiv, na Ucrânia.

O grupo que ele pertencia é uma organização militar privada russa unindo ex-paraquedistas e agentes das forças especiais, sendo sempre acusados de cometer crimes e “graves abusos aos direitos humanos” nos países onde passam.

Quem foi Vladimir Andonov?

Andonov era um mestre em estratégias violentas de ataques militares, ganhando o apelido de “carrasco” pelos trabalhos feitos enquanto lutava na Ucrânia e em outras missões na Síria e na Líbia. Supostamente ele estaria envolvido diretamente no fuzilamento em massa de prisioneiros de guerra.

Sua morte foi provavelmente causada por um franco-atirador, em um conflito que começou devido um reconhecimento de área que Vladimir estava fazendo junto de colega, segundo a apuração de tabloide britânico repercutido no portal UOL.

Além dos dois mercenários, a Rússia perdeu dois generais em um ataque ucraniano no domingo, 5. O major-general Roman Kutuzov e o tenente-general Roman Berdnikov, foram mortos após caírem em uma emboscada em uma ponte no leste do país invadido pelas tropas, afirma o Metropole.