Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Tubarão azul

Mergulhador é mordido na perna por tubarão azul na Inglaterra: ‘Incidente assustador’

Nadador mergulhava na costa da Cornualha quando foi atacado pelo predador durante uma excursão

Redação Publicado em 03/08/2022, às 10h44

Imagem ilustrativa - Divulgação/Pixabay/alondav
Imagem ilustrativa - Divulgação/Pixabay/alondav

Um mergulhador que nadava durante uma excursão na costa da Cornualha, perto da cidade de Penzance, na Inglaterra, foi atacado por um tubarão azul, tendo sua perna mordida pelo predador na última quinta-feira, 28.

A empresa responsável pelo passeio, Blue Shark Snorkel Trips, afirmou que incidentes desse tipo são “extremamente raros” e que estão “em conversas contínuas com especialistas em tubarões” sobre o que pode ter acontecido de errado.

“Como sabemos, essas coisas podem acontecer quando escolhemos interagir com animais selvagens em seu próprio ambiente”, escreveu em um comunicado no Facebook. “A última coisa que queremos é deixar a especulação levar a mídia a um mundo de má imprensa para os tubarões, sem culpa própria”.

O nadador, que não foi identificado, recebeu os primeiros socorros e foi levado até a praia para que pudesse receber tratamento adicional por parte de equipes de ambulância, seguindo a recomendação da Her Majesty's Coastguard.

A Guarda Costeira do Reino Unido também informou em nota que “enviou a Equipe de Resgate da Guarda Costeira de Penzance para encontrar um mergulhador que sofreu uma suspeita de mordida de tubarão”.

“Acredita-se que o nadador sofreu uma lesão na perna. A equipe da guarda costeira encontrou a vítima no porto de Penzance para ajudar a passá-la para os cuidados do serviço de ambulância”, acrescentou.

Incidentes com tubarões

A Blue Shark Snorkel Trips também compartilhou um depoimento da vítima após o incidente, em que agradeceu pela excursão e pediu que o episódio não “manchasse” a reputação dos tubarões.

“Eu só queria dizer que, apesar de como a viagem terminou, foi incrível ver criaturas tão majestosas na natureza e não quero nem por um segundo que esse evento manche a reputação de uma espécie já perseguida”, disse.

Ele continuou: “Queria agradecer a todos por suas ações incríveis. O que foi um incidente muito assustador foi facilitado pela gentileza e calma das pessoas ao meu redor”.

“Obrigado à equipe de viagem por me levar de volta à costa com rapidez e cuidado e me fazer sentir o mais seguro possível, Todos nós corremos esses riscos quando entramos no habitat de um predador e nunca podemos prever completamente as reações de um animal selvagem”, completou.

Segundo repercutiu o jornal britânico The Guardian, mordidas de tubarão “não provocadas” não acontecem em águas britânicas desde 1847, ano em que os incidentes começaram a ser registrados, informou a Shark Trust, instituição de caridade sediada no Reino Unido.


+O site Aventuras na História está no Helo! Não fique de fora e siga agora mesmo para acessar os principais assuntos do momento e reportagens especiais. Clique aqui para seguir!