Notícias » Brasil

Mergulhadores descobrem 'estacionamento submerso' em Salto de Pirapora, SP

A ribanceira intriga autoridades pela quantidade de carros novos e semi-novos atirados contra a água de maneira desconhecida

Wallacy Ferrari Publicado em 06/10/2020, às 12h31

Alguns carros submersos em ribanceira
Alguns carros submersos em ribanceira - Divulgação / TV TEM

A Polícia Civil abriu uma nova investigação após receber denúncias de mergulhadores sobre uma pedreira que contava com vários carros submersos em Salto de Pirapora, interior de São Paulo.

Divulgado pelo G1, a ribanceira está próxima de outra, descoberta há 10 dias, com 13 carros atirados contra a água. De acordo com estimativa de mergulhadores, acredita-se que a nova pedreira tenha um número maior de veículos.

A cava possui 80 metros de profundidade e está repleta de carros novos e semi-novos — alguns deles com documentos, gasolina no tanque e chave no contato. Emplacados, repletos de lama, amassados e com os capôs emperrados, os carros dividem o espaço com peixes da região.

As placas dos carros direcionavam a origem apenas para cidades de São Paulo, como Sorocaba, Itaporanga, Santa Bárbara d'Oeste e Votorantim. A dificuldade em acessar a parte interna dianteira do veículo pelos capôs travados dificulta o acesso da perícia, visto que os números de registro e série são inseridos nas peças do motor.

Jogando ainda mais dúvidas sobre a entrada dos veículos na água, a passagem para a pedreira está fechada há oito anos — diferente da primeira pedreira, que tem um terreno pertencente a uma fábrica de cimento. Os donos dos outros 13 carros encontrados na primeira ribanceira estão sendo chamados para prestar depoimentos.