Notícias » França

Mesquita acusada de antissemitismo será fechada na França

A instituição religiosa localizada em Cannes é a terceira a ser fechada em poucos meses

Redação Publicado em 12/01/2022, às 11h09

Na imagem, pessoas em mesquita localizada em Paris
Na imagem, pessoas em mesquita localizada em Paris - Getty Images

O governo da França anunciou o fechamento de uma mesquita localizada na cidade de Cannes, nesta quarta-feira, 12. Segundo as autoridades, a instituição é acusada de realizar "comentários antissemitas". 

O ministro do Interior, Gérald Darmanin, afirmou em entrevista ao canal CNews, que dos "mais de 2.500 locais de culto muçulmanos", 70 estão "radicalizados". Esta é a terceira mesquita fechada no país europeu nos últimos meses.

De acordo com a AFP, o ministério chegou a declarar, em dezembro do ano passado, que 21 locais tidos como radicalizados estavam "atualmente fechados, por prescrição administrativa, por decisão judicial, por mudança (no valor) do aluguel, por obras, ou por fechamento administrativo".

Além disso, outras cinco mesquitas (incluindo a de Cannes) estariam "sob investigação" e, portanto, sujeitas à possibilidade de serem fechadas. "Fechamos (...) porque a acusamos de comentários antissemitas, de apoio à CCIF e à BarakaCity", afirmou Darmanin.

De acordo com o ministro, as duas associações citadas, promovem o islamismo. Elas foram dissolvidas no final do ano de 2020, após o assassinato do professor de história e geografia, Samuel Paty, por um islamista em uma região próxima a Paris.