Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Mesquita

Mesquita de 1.200 anos é descoberta em deserto em Israel

Restos são de mesquita que existiu há 1.200 anos, no início do islamismo

Luisa Alves, sob supervisão de Wallacy Ferrari Publicado em 23/06/2022, às 16h34 - Atualizado em 26/06/2022, às 07h00

Imagem aérea de mesquita - Divulgação/Youtube/AFP Português
Imagem aérea de mesquita - Divulgação/Youtube/AFP Português

Restos de uma mesquita que existiu nos primórdios do Islã, foram encontrados após escavações na cidade de beduína de Rahat, localizada no Neguev, sul de Israel. A descoberta foi realizada na última quarta-feira, 22.

Após escavações em Rahat, foi descoberta a mesquita, que data dos séculos 7 e 8 da era cristã, indicando que é dos primórdios do islã, tendo existido há 1,2 mil anos. Quem anunciou a descoberta foi a Autoridade Israelense de Antiguidades (AIA).

Esses vestígios muçulmanos, entre "os mais antigos do mundo", nos permitem aprender mais sobre a "introdução de uma nova religião —o Islã— e uma nova dominação e cultura na região", disse a Autoridade.

Os restos são de uma das mesquitas rurais mais antigas do mundo. A AIA informou também que a mesquita possui um semicírculo direcionado ao sul, onde está um local para oração (mihrab). Além de uma parede voltada para Meca e uma sala quadrada. 

Essas características arquitetônicas únicas mostram que o prédio era usado como mesquita", informaram no comunicado. O local mostra a propagação do Islã na região do deserto  de Neguev.

Outros monumentos descobertos

Com louças sofisticadas e objetos de vidro que indicam a habitação por realizada, um edifício luxuoso foi descoberto próximo à Mesquita, de acordo com AIA. Outros vestígios de uma mesquita rural do mesmo período que essa, foram desenterrados em 2019.