Notícias » México

México: cidade de Tapachula se torna problema para imigrantes sem documentos

Em torno de 40 mil pessoas estão concentradas na região

Redação Publicado em 16/09/2021, às 14h41

Imigrantes em Tapachula no ano de 2019
Imigrantes em Tapachula no ano de 2019 - Getty Images

Cerca de 40 mil cidadãos de países da América Central que buscam uma vida melhor nos EUA estão concentrados no município de Tapachula, no sul do México, conforme estimativa da organização Médicos Sem Fronteiras. 

Os imigrantes se encontram desesperados para deixar a cidade, que se tornou como uma prisão para eles. 

As pessoas que lá chegam necessitam de um visto de permanência para que não sejam deportadas para a Guatemala, que faz fronteira com o país. No entanto, muitos centro-americanos esperam há meses pelo documento, com cada vez menos esperanças de consegui-lo.

"É horrível estar aqui", disse à AFP o haitiano Fanfant Filmonor, que está há duas semanas no local. Ele conta que viveu no Brasil durante três anos, mas decidiu ir para os EUA depois de perder o emprego.

Porém, ao chegar no México, se deparou com um enorme problema: "Não posso ficar aqui, não tenho trabalho nem documentos, não me aceitam aqui", explicou o rapaz de 30 anos.

Entre janeiro e agosto deste ano, 147.033 migrantes que estavam sem documentos foram detidos, um número três vezes mais do que o registrado no período no ano passado.