Notícias » Estados Unidos

Michael Jordan destina R$ 54 milhões de sua fortuna para novas clínicas médicas em sua cidade natal

A lenda do Chicago Bulls já havia doado uma grande quantia em 2017, aliviando a fila local durante a crise da covid-19

Wallacy Ferrari Publicado em 16/02/2021, às 11h00

Michael Jordan durante anúncio em coletiva de imprensa
Michael Jordan durante anúncio em coletiva de imprensa - Matt Rochinski/Charlotte Hornets/Divulgação

A lenda do basquete estadunidense Michael Jordan está fora das quadras desde 2003, mas realizou uma grande jogada durante o último fim de semana. Em coletiva de imprensa promovida pela Novant Health, seguradora de serviços de saúde, o astro anunciou que doará US$ 10 milhões (aproximadamente R$ 54 milhões na cotação atual) para a abertura de duas clínicas médicas em Wilmington, sua cidade natal, na Carolina do Norte.

As instituições devem favorecer moradores locais que não possuem seguros de saúde ou que os planos não cobrem as necessidades do usuário, tendo a inauguração prevista para 2022. Não foi a primeira vez que a parceria entre a empresa e o ex-atleta rendeu frutos aos cidadãos; em 2017, Jordan doou US$ 7 milhões, resultando na construção de duas clínicas de serviços básicos de saúde.

Nomeada como “Clínica Médica da Família Michael Jordan”, a principal unidade foi inaugurada em outubro de 2019, sendo frequentada ostensivamente por moradores durante a crise sanitária causada pela covid-19. O local servia para consultas, triagens e realizou mais de 13 mil testes, como informa a CNN.

No comunicado, Jordan explicou a importância em contribuir com as melhorias do lugar onde nasceu e cresceu: “Todos devem ter acesso a cuidados de saúde de qualidade, não importa onde vivam, ou se têm ou não seguro. [...] Wilmington ocupa um lugar especial em meu coração e é verdadeiramente gratificante poder retribuir à comunidade que me apoiou durante toda a minha vida”.