Notícias » Europa

Migrantes morrem de frio ao tentarem cruzar o Mediterrâneo

Estrangeiros que vinham da Líbia estavam em um barco com outras 280 pessoas

Paola Orlovas, sob supervisão de Pamela Malva Publicado em 25/01/2022, às 17h00

Imagem meramente ilustrativa
Imagem meramente ilustrativa - Getty Images

Sete migrantes líbios morreram de frio enquanto tentavam realizar a travessia do Mar Mediterrâneo em uma embarcação nesta terça-feira, 25. Segundo a AFP, haviam, ao todo, 280 pessoas a bordo.  

Toto Martello, prefeito da ilha italiana de Lampedusa, explicou a causa da morte dos líbios para a agência de notícias francesa:

Três pessoas morreram durante a travessia. Outras quatro chegaram com hipotermia severa e morreram durante a transferência para a ilha, após serem interceptadas pela Guarda Costeira italiana", afirmou Martello.

E ele continua, lamentando as falta de atitudes do governo de seu país e do continente europeu como um todo: "O que mais surpreendente é o silêncio ensurdecedor do governo italiano e da Europa diante dessas mortes", disse.

Aqueles que estavam a bordo e sobreviveram foram encaminhados para um alojamento e um centro de saúde na ilha de Lampedusa, que, segundo a AFP, está mais próxima do continente africano do que da própria Itália.