Notícias » China

Milenar tumba de casal chinês é desenterrada e revela construção rara

Os amantes seguiram uma antiga crença difundida no país e foram enterrados de uma maneira peculiar — e romântica

Isabela Barreiros Publicado em 26/05/2020, às 15h32

As covas encontradas na China
As covas encontradas na China - AsiaWire

Na cidade chinesa de Ningxiang, mais especificamente na pequena vila de Nanfentang, arqueólogos do Instituto de Pesquisa de Relíquias Culturais e Arqueologia da Província de Hunan fizeram incríveis descobertas. Na região, desenterraram inúmeros túmulos que remontam a dinastias antepassadas.

Entre elas, uma das tumbas se destacou. Raríssima, a cova guardava duas pessoas, em vez de apenas uma, e acredita-se que tenham sido um casal. Segundo o principal pesquisador das escavações, Yang Ningbo, trata-se de uma “ponte de fadas”. Baseado em uma antiga crença, uma janela entre os dois túmulos poderia fazer com que a dupla se encontrasse novamente após a morte.

A descoberta / Crédito: AsiaWire

 

Para isso, a construção da sepultura foi feita de maneira diferente ao usual. Foi feita uma abertura entre a parede divisória das duas tumbas, que guardavam o homem e a mulher. Eles estavam deitados no chão feito de ladrilhos, e suas cabeças estavam sobre travesseiros feitos de azulejos. A cova foi forrada com tijolos.

Os arqueólogos tentaram também identificar o período em que a tumba encontrada no antigo cemitério de Tangjiawan foi construída. Eles acreditam que o casal tenha sido enterrado durante a Dinastia Song, que governou a China entre os anos de 960 a 1127 d.C.