Notícias » Ásia

Milhares de pessoas são confinadas em bloco de apartamento em Hong Kong

Moradores de bloco habitacional público passaram 5 dias em quarentena

Paola Orlovas, sob supervisão de Wallacy Ferrari Publicado em 22/01/2022, às 10h41

A cidade de Hong Kong
A cidade de Hong Kong - Getty Images

Cerca de 3 mil pessoas de um bloco de apartamentos de Hong Kong serão confinadas por autoridades durante cinco dias, como parte do esforço para lutar contra um surto da variante ômicron do coronavírus.

A medida preventiva, anunciada na última sexta-feira, 21, se dá após pelo menos 20 casos positivos serem confirmados ou detectados no bloco habitacional público localizado em Kwai Chung, um dos bairros da cidade.

Moradores, um faxineiro e um segurança foram infectados, e, segundo a AFP, acredita-se que a fonte do contágio tenha sido um dos homens que visitou o prédio durante o dia 13 de janeiro. 

Agora, os 2.700 moradores do bloco habitacional terão que cumprir a quarentena mais longa já ordenada em Hong Kong, ficando em casa até o dia 26 de janeiro e passando por testes diários.

Antes, os confinamentos em prédios na região chinesa eram realizados apenas durante o período noturno. Além disso, os munícipes tinham a capacidade de sair caso fizessem testes que dessem negativo.