Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Estados Unidos

Militares dos EUA foram instruídos a manter avistamento de OVNI em segredo: ‘Estavam brilhando’

Os veteranos revelaram o episódio em audiência no Subcomitê de Inteligência da Câmara do país sobre OVNIs

Redação Publicado em 19/05/2022, às 08h50

Objeto não identificado avistado por Dovell Engram no deserto do Sinai - Divulgação/Instagram
Objeto não identificado avistado por Dovell Engram no deserto do Sinai - Divulgação/Instagram

Em audiência no Subcomitê de Inteligência da Câmara dos Estados Unidos sobre OVNIs, realizada ontem, 17, três veteranos do exército do país contaram detalhes de suas experiências com o avistamento de OVNIs durante suas operações.

De acordo com os ex-combatentes, um objeto voador não identificado foi observado no céu próximo a uma base militar dos Estados Unidos, na península do Sinai, em meio a uma missão. No entanto, quando contaram o caso aos seus superiores, foram orientados a manterem a situação em segredo.

Foram responsáveis pelo relato o soldado de primeira classe Dovell Engram, de 28 anos, o especialista em E4 Vishal Singh, de 29; além do sargento Travis Bingham, de 36. Eles afirmam terem visto oito OVNIs brilhantes em dezembro de 2014 no Posto de Observação 3-1 no deserto do Sinai.

Como a equipe do Aventuras na História reportou anteriormente, o vice-diretor de inteligência naval, Scott Bray, afirmou em uma das audiências que houve um considerável aumento no número de registros de fenômenos aéreos não identificados.

Relato dos militares

Como informou o jornal britânico Mirror, repercutido pelo UOL, o primeiro a notar a figura no céu foi Dovell Engram. De acordo com o veterano, a nave parecia estar girando e teria luzes menores saindo dela.

Eu o descreveria como um objeto grande com vários outros objetos menores ao redor, que pareciam estar se comunicando, ou brigando, como um duelo no ar", explicou.

"Sabíamos que não eram nossos militares e era desconcertante, porque eles estavam brilhando. Eu podia vê-los claramente a olho nu, e era claro o quão rápido eles estavam se movendo."

Vishal Singh também detalhou o que viu naquela noite. Após perceber a nave no céu, ele usou seus óculos noturnos para tentar ver sua forma exata, o que não foi possível. Ainda assim, o ex-combatente afirma que o objeto tinha formato oval em uma posição horizontal, tendo o tamanho de um jato, e se movendo a uma velocidade “hipersônica”.

Quando avistaram o objeto, entraram em contato com outros postos avançados por meio de rádio. A quase 300 km de distância, guardas afirmaram que também estavam vendo as luzes. Ao consultar o mesmo em bases internacionais com autoridades do Egito e Israel, não recebeu a mesma resposta — eles não detectaram a presença do OVNI.

Os veteranos explicaram ainda que tiveram receio de relatar o caso em seus relatórios oficiais pois aquilo poderia lhes render uma avaliação psicológica e, consequentemente, repercussões negativas às carreiras.

No entanto, quando o avistamento do OVNI se tornou notícia no regimento, um oficial sênior deu ordens aos militares que eles não falassem nada sobre a aparição, segundo um deles relatou ao jornal The Mail Online.