Notícias » Brasil

Ministro brasileiro afirma que Putin não ouviu mensagem de paz de Bolsonaro

Gilson Machado, ministro do Turismo, aponta que o chefe de estado russo não acatou diálogo pacifista do presidente tupiniquim

Wallacy Ferrari Publicado em 24/02/2022, às 15h22

Gilson Machado em discurso durante evento em 2021
Gilson Machado em discurso durante evento em 2021 - Isac Nóbrega/PR

O ministro do Turismo, Gilson Machado, revelou detalhes sobre uma suposta tentativa de Bolsonaro em aconselhar o presidente russo Vladimir Putin com uma “mensagem de paz” durante o encontro dos líderes na Rússia, no início deste mês, quando o país já enfrentava um clima de tensão com a Ucrânia.

Em entrevista a coluna Painel, do jornal Folha de S. Paulo, ele explicou que a conversa pacifista partiu do presidente brasileiro: "Que ele levou uma mensagem de paz, ele levou. Mas depende do Putin se vai ouvir ou não”, afirmou Gilson, acrescentando que o presidente se alinha ao desejo mundial de paz.

Ao ser questionado pela reportagem sobre a reação do chefe de estado russo com o suposto pedido ou se Putin ao menos havia acatado a mensagem, Machado foi negou apontando a lógica: "A guerra está acontecendo, né?".  O encontro com o líder europeu ocorreu em 15 de fevereiro, mesmo dia onde o governo russo anunciou retirada de tropas próximas a fronteiras.

Na ocasião, Gilson e outros aliados de Bolsonaro chegaram a associar o encontro com uma desistência de guerra: "O Brasil é um país historicamente conciliador. Sempre tivemos grandes exemplos de grandes diplomacias por outros presidentes, de problemas mundiais que conseguimos resolver. E foi um momento em que o presidente chegou lá e levou uma mensagem de paz para o presidente Putin. Graças a Deus, já foram retiradas as tropas e não se fala mais em guerra", declarou.