Notícias » Brasil

Ministro da Educação é denunciado ao STF por crime de homofobia

Em 2020, Milton Ribeiro associou a homossexualidade a "famílias desajustadas"

Redação Publicado em 01/02/2022, às 11h00

Milton Ribeiro
Milton Ribeiro - Getty Images

Na última segunda-feira, 31, a Procuradoria-Geral da República denunciou ao Supremo Tribunal Federal (STF) o Ministro da Educação, Milton Ribeiro, por falas homofóbicas.

A denúncia está relacionada a declarações proferidas pelo Ministro em uma entrevista realizada para Folha de São Paulo, em setembro de 2020. Na ocasião, Ribeiro associou a homossexualidade a "famílias desajustadas". O homem ainda falou que atualmente os adolescentes estavam "optando por ser gay".

"Acho que o adolescente, que muitas vezes, opta por andar no caminho do homossexualismo (sic), tem um contexto familiar muito próximo [...] São famílias desajustadas, algumas. Falta atenção do pai, falta atenção da mãe. Vejo menino de 12, 13 anos optando por ser gay [...] São questões de valores e princípios", afirmou.

De acordo com informações publicadas pelo portal de notícias g1, desde 2019, o STF passou a reconhecer homofobia como crime. Caso aceitem o pedido de ação penal, o Ministro se tornará réu no processo.

Segundo revelado na reportagem, na época, após a repercussão negativa de sua fala, Milton pediu desculpas e afirmou que a declaração havia sido tirada de contexto.