Notícias » Brasil

Ministro da Justiça ameaça tomar providências contra filme de Danilo Gentili

A produção se tornou alvo de polêmica entre internautas

Redação Publicado em 14/03/2022, às 15h40

Montagem mostrando Danilo Gentili (à esq) e Anderson Torres (à dir)
Montagem mostrando Danilo Gentili (à esq) e Anderson Torres (à dir) - Divulgação/ Instagram/ Arquivo Pessoal/ Youtube/ Tv Brasil

O filme "Como se tornar o pior aluno da escola", de 2017, que teve o comediante Danilo Gentili como um dos roteiristas e contou com a participação do famoso Fabio Porchat em seu elenco, foi alvo de controvérsia recentemente no Twitter entre os perfis da direita conservadora, sendo acusado de conter cenas que incentivariam a pedofilia. 

Um detalhe importante é que a discussão, que era até então exclusivamente virtual, pode acabar tomando outras proporções — ou é isso que sugere o pronunciamento que Anderson Torres(PSL), Ministro da Justiça, fez na rede social no último domingo, 13. 

"Assim que tomei conhecimento de detalhes asquerosos do filme 'Como se tornar o pior aluno da escola' atualmente em exibição na Netflix, determinei imediatamente que os vários setores do Ministério da Justiça adotem as providências cabíveis para o caso!", afirmou o ministro.

A publicação ganhou ainda uma resposta de Mário Frias (PL), Secretário Especial da Cultura, que apoiou o posicionamento do primeiro: "Parabéns Ministro. Estamos fazendo o mesmo aqui na Cultura. Isso não pode continuar!", escreveu ele. 

Na noite de domingo, todavia, Gentili se manifestou em sua conta do Twitter de maneira aparentemente despreocupada: 

"O maior orgulho que tenho na minha carreira é que consegui desagradar com a mesma intensidade tanto petista quanto bolsonarista. Os chiliques, o falso moralismo e o patrulhamento vieram fortes contra mim dos dois lados. Nenhum comediante desagradou tanto quanto eu. Sigo rindo", afirmou ele.