Notícias » Brasil

Ministro de Minas e Energia fala sobre crise energética: ‘É necessário um esforço inadiável de redução do consumo’

Em decorrência da escassez hídrica, Aneel anunciou aumento de quase 7% na conta de luz do brasileiro

Penélope Coelho Publicado em 01/09/2021, às 07h21 - Atualizado às 08h14

Bento Albuquerque
Bento Albuquerque - Getty Images

Na noite da última terça-feira, 31, Bento Albuquerque, ministro de Minas e Energia do Brasil, realizou um pronunciamento em rede nacional de televisão e rádio para falar sobre a atual crise energética do país. As informações são do G1.

Sabe-se que atualmente, o Brasil registra os mais baixos níveis nos reservatórios hidrelétricos, em decorrência da falta de chuvas. Com isso, é necessário que as usinas termelétricas sejam acionadas, entretanto, essa via é mais poluente e mais cara.

Em seu pronunciamento, o ministro realizou um apelo para que os brasileiros reduzam o consumo de energia elétrica para evitar a falta dela nas casas ao redor do país.

"Para aumentar a segurança energética e afastar o risco de falta de energia no horário de maior consumo é necessário que a administração e o consumidor participem de um esforço inadiável de redução do consumo” afirmou Bento.

O ministro continuou dizendo que “o empenho de todos nesse processo é fundamental para atravessar com segurança o grave momento e para diminuir o custo da energia".

Ontem, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) realizou um anúncio a respeito de um novo patamar de bandeira tarifária para as contas de luz, em decorrência da escassez hídrica, a tarifa irá aumentar em quase 7%, a partir desta quarta-feira, 1.