Notícias » Brasil

Ministros do STF decidem manter Adélio Bispo em presídio federal

O homem está detido na instituição em Campo Grande desde que foi acusado por esfaquear Jair Bolsonaro em meados de 2018

Pamela Malva Publicado em 04/08/2021, às 14h30

Fotografia de Adélio Bispo já detido
Fotografia de Adélio Bispo já detido - Divulgação/ Assessoria de Comunicação Organizacional do 2º BPM

Em 2018, Adélio Bispo foi detido por esfaquear o presidente Jair Bolsonaro durante a campanha eleitoral do então candidato. Na última terça-feira, 03, durante uma sessão virtual, a Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu que iria manter o acusado na Penitenciária Federal de Campo Grande (MS).

Anteriormente, a defesa de Adélio entrou com o pedido de transferência do preso para um hospital psiquiátrico. Em unanimidade, contudo, os ministros mantiveram a decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ), que rejeitou o pedido, de acordo com a Veja.

Acontece que, em junho de 2019, Adélio fora absolvido pela facada, em decisão proferida após o processo criminal — que teria considerado o acusado como inimputável por razões de um transtorno mental, ainda segundo a Revista Veja.

Na época, o magistrado responsável decidiu que Adélio Bispo deveria ser internado em um hospital psiquiátrico por tempo indeterminado. Com base na dita periculosidade do acusado, todavia, ele foi mantido no presídio federal de Campo Grande, onde está detido desde então — e onde deve continuar, após a nova decisão dos ministros.