Notícias » Arqueologia

Moeda medieval rara é descoberta por arqueólogo amador britânico

Artefato cunhado durante o reinado de Henrique III foi avaliado em um valor impressionante e deverá ir a leilão no próximo domingo

Isabela Barreiros Publicado em 19/01/2022, às 10h50

A moeda medieval encontrada na Grã-Bretanha
A moeda medieval encontrada na Grã-Bretanha - Divulgação/Spink & Son

Uma moeda de ouro que pode ter sido uma das primeiras cunhadas na Grã Bretanha foi encontrada por um arqueólogo amador que usava um detector de metais nas proximidades de uma fazenda na vila de Hemyock, no condado de Devon.

O artefato medieval remonta ao ano de 1257, período em que o rei Henrique III governava a região, e é apenas uma das oito moedas semelhantes que ainda resistem aos dias de hoje, enquanto a maioria está em museus.

O mais impressionante da moeda é que ela conta com a imagem inscrita do monarca sentado em seu trono. Ele conta com um orbe e um cetro em mãos, como ressalta o jornal O Globo.

Depois de ser examinado, o item histórico irá a leilão no próximo domingo, 23, pela casa de leilões Spink & Son, que a avaliou entre 200 mil e 400 mil libras, cerca de R$ 1,5 e R$ 3 milhões, segundo a cotação atual.

"A detecção de metais é minha maneira de me aproximar de nossos ancestrais. Isso me coloca tantas perguntas, como quem deixou cair isso?”, escreveu o britânico que encontrou a moeda em nota publicada pela casa de leilões, que preferiu se manter anônimo.

“A moeda foi encontrada em um local pouco atraente e poderia facilmente nunca ter sido recuperada. Agora está protegida para as gerações futuras desfrutarem dela.", acrescentou.

Ele não sabia do valor do objeto quando primeiro o descobriu. Somente depois de publicar uma foto da moeda no Facebook, que acabou chegando em um especialista da casa de leilões Spink & Son, que o responsável pelo achado percebeu a importância dela.

“Este foi um de seus primeiros dias de prospecção em muitos, muitos anos, então ele obviamente não conseguia acreditar no que descobriu”, explicou o numismata Gregory Edmund à emissora americana CNN.