Busca
Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaYoutube Aventuras na HistóriaTiktok Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Arqueologia

Moinho de vento e fosso medieval são descobertos na Inglaterra

Durante obras de construção em rodovias, arqueólogos descobriram um antigo moinho de vento medieval com fosso em Bedfordshire, na Inglaterra

Fotografia em meio às escavações na Inglaterra - Divulgação/Museu de Arqueologia de Londres
Fotografia em meio às escavações na Inglaterra - Divulgação/Museu de Arqueologia de Londres

Em meio a escavações para obras de construção de um esquema de melhorias em rodovias em Bedfordshire, na Inglaterra, arqueólogos do Museu de Arqueologia de Londres (MOLA) se surpreenderam ao descobrir um antigo moinho de vento com fosso.

Segundo os investigadores, o objeto data de entre 1066 e 1485, período medieval da região. Não sobreviveram quaisquer vestígios físicos do moinho acima do solo, mas quando os arqueólogos removeram a camada superficial do solo, encontraram vestígios de um fosso ao redor da estrutura, além de outros indícios dela.

Vale mencionar que, na Idade Média, possuir um moinho seria um indício de que a terra pertencia a um senhor feudal de grande posição de poder. Possivelmente ele recebia dinheiro pela farinha e aluguel de locais que cultivavam em terras ao seu entorno.

+ Os antigos moinhos de vento holandeses em 6 curiosidades

As escavações recentes, segundo o Heritage Daily, descobriram que o moinho possuía um grande poste central que serviria para orientas as velas na direção do vento. Seu poste foi encontrado parcialmente enterrado, servindo como suporte em um grande monte.

Já o fato de terem encontrado também um fosso ao redor do moinho não é de grande surpresa se tratando de um moinho do tipo afundado. Isso porque o solo escavado da vala, anteriormente, teria sido usado para construir o monte onde a estrutura maior do moinho se situava.

Como esta área é naturalmente muito úmida, a vala profunda teria acumulado água e transformado-se num fosso. Pudemos ver evidências disso durante as nossas escavações porque estava cheio de conchas de caracóis aquáticos!", descreve um representante do MOLA em comunicado.
Pequenas conchas encontradas em meio às escavações / Crédito: Divulgação/Museu de Arqueologia de Londres

Outros vestígios

Em toda a vala, os arqueólogos escavaram trincheiras cortadas, chamadas de fendas, que revelaram ainda uma série de fragmentos de cerâmica, como peças medievais esmaltadas em verde. Além disso, também encontraram ossos de animais, pregos de ferro (provavelmente do edifício do moinho), ferramentas agrícolas, hastes de cachimbo de barro e 17 pedaços de mós — pedras usadas em moinhos para moer grãos.