Notícias » Estados Unidos

“Momento Crucial”: Estado Islâmico celebra o aniversário dos ataques de 11 de setembro

O grupo se manifestou pela primeira vez sobre o assunto e também fez comentários sobre o destino da Al Qaeda

Redação Publicado em 11/09/2020, às 10h48

Imagem das Torres Gêmeas em ataque
Imagem das Torres Gêmeas em ataque - Wikimedia Commons

Na data que marca o aniversário de 19 anos dos ataques às Torres Gêmeas, em Nova York, no dia 11 de setembro de 2001, o Estado Islâmico de manifestou oficialmente pela primeira vez sobre o assunto. As informações são do portal de notícias UOL.

De acordo com a publicação, o grupo falou através do próprio jornal chamado de Naba, as informações foram descobertas pelo site Intelligence Group, conhecido por monitorar as ações do grupo terrorista.

Segundo o site, o Estado Islâmico definiu os atendados como "momento crucial" na história do Islã e no mesmo comunicado lamentou ainda o destino da Al Qaeda, que segundo eles se tornou “míope em ver os EUA como seu único inimigo”.

O grupo se referiu a Al Qaeda como "traidora da causa jihadista", mas, ainda continuou dizendo que se consideram os herdeiros daquilo que chamaram de "missão do 11 de setembro”. Há 19 anos, o atentado terrorista deixou cerca de 25 mil pessoas feridas e fez 2.977 mil vítimas fatais.