Notícias » Arqueologia

Morador russo descobre catacumbas medievais com restos humanos em sua casa

Abdulgamid Mirzaev encontrou duas câmaras submersas com esqueletos e objetos medievais enquanto fazia o paisagismo no pátio da sua casa

Giovanna de Matteo Publicado em 01/09/2020, às 09h00

Foto dos restos mortais encontrados nas catacumbas
Foto dos restos mortais encontrados nas catacumbas - Divulgação / Instagram / Distrito de Dakhadayevsky
Enquanto reformava o jardim de sua casa, um morador de uma aldeia na república russa de Daguestão, encontrou catacumbas localizadas a cerca de 5 a 6 metros de profundidade no pátio da casa.
 
As catacumbas são construções subterrâneas que serviam de sepultura ou ossuário, como uma espécie de cripta. No local, foram encontradas ao todo duas câmaras submersas que abrigam essas estruturas.
 
Uma equipe de arqueólogos foi chamada para analisar o ambiente, que parece ser do início da Idade Média. O espaço tinha prateleiras com vasos nas paredes, incluindo jarros de rituais e utensílios domésticos, além de esqueletos humanos em seu centro.
 

O historiador Leonid Iliukov, um dos pesquisadores que foi até o local, comentou ao jornal russo Rossiyskaia Gazeta, que as catacumbas poderiam datar do início do século 5 d.C, e que serão iniciadas pesquisas mais aprofundadas a respeito dos objetos e restos mortais ali encontrados. "Os jarros rituais estão perfeitamente preservados. A câmara onde se encontra o esqueleto humano, sem dúvida, será do interesse dos arqueólogos" afirmou Iliukov.

O distrito da aldeia de Urkarakh publicou em seu instagram oficial as fotos da descoberta; Confira abaixo:

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Дахадаевский район. Уркарах.ру (@urkarakh.ru) em