Notícias » Brasil

Morre Cabo Anselmo, ex-agente infiltrado em guerrilhas durante a ditadura militar

Ele faleceu aos 80 anos de idade após um mal súbito em sua residência em Jundiaí, no interior de São Paulo

Wallacy Ferrari Publicado em 17/03/2022, às 11h59

Cabo Anselmo em entrevista a Jovem Pan
Cabo Anselmo em entrevista a Jovem Pan - Divulgação / YouTube / Jovem Pan News

José Anselmo dos Santos, conhecido popularmente como cabo Anselmo devido a sua atuação como agente infiltrado de guerrilhas durante a ditadura militar, faleceu na noite da última terça-feira, 15, aos 80 anos de idade, conforme confirmou um ex-advogado do militar no dia seguinte para veículos de imprensa nacionais.

Ele acrescentou que a morte do notório cabo ocorreu em Jundiaí, município no interior de São Paulo onde o ex-agente tinha residência, e foi ocasionada após um mal súbito, cujo motivo ainda é investigado. Não foram divulgadas informações de cerimônias funerárias ou enterro de José Anselmo.

Conforme replicado pelo portal G1, a Fundação Getúlio Vargas (FGV) registra que José Anselmo dos Santos nasceu em Sergipe, no dia 13 de fevereiro de 1941 e chegou a ser recrutado para fazer treinamento de guerrilha em Cuba durante o regime militar. Ao retornar ao país-natal, foi preso pelo governo, mas optou por colaborar.

Como agente da ditadura, ele atuava como espião infiltrado em guerrilhas de esquerda, fornecendo o nome de diversos militantes contrários a ditadura militar para o governo, muitos deles sendo levados a episódios de tortura e até à morte. Após ser descoberto por militantes, fez cirurgias plásticas, mudou os registros da identidade e passou a se esconder.