Notícias » Estados Unidos

Morre David Koch, o bilionário que ajudou no avanço da onda conservadora norte-americana

Como o oitavo homem mais rico do mundo, o empresário era grande doador do Partido Republicano

Isabela Barreiros Publicado em 23/08/2019, às 15h00

None
Crédito: Reprodução

Aos 79 anos, David Koch, vice-presidente da Koch Industries, uma das maiores empresas privadas de conglomerados dos Estados Unidos, morreu nesta sexta-feira, 23. Ele e seu irmão Charles Koch estão classificados em 8º e º 7º homens mais ricos do mundo, respectivamente — cada um deles com fortunas avaliadas em quase 60 bilhões dólares.

O bilionário também ficou conhecido por fazer grandes doações para instituições ligadas ao conservadorismo, mais especificamente à ala de ultradireita do país, que foi fortalecida por sua riqueza.

"É com o coração pesado que eu tenho que informá-los da morte de David", informou Charles Koch em comunicado. "Ele fará muita falta, mas nunca será esquecido."

Koch lutava há 20 anos contra um devastador câncer de próstata, que o afastou do cenário político e do mundos dos negócios desde 2018. 

Ele e o seu irmão mostraram resistência à eleição e posterior governo de Donald Trump. Contrariando as tendências de suas ações, sua rede política não apoiou nenhum candidato nas eleições presidenciais de 2016. Segundo o This Week, da ABC, Charles disse que estava enojado com todos os candidatos.