Notícias » Argentina

Morre Diego Armando Maradona, ídolo da Seleção Argentina, aos 60 anos

O ex-jogador estava internado desde o início do mês após uma cirurgia de drenagem no cérebro em decorrência de uma hemorragia

Wallacy Ferrari Publicado em 25/11/2020, às 13h30

Maradona atuando como treinador
Maradona atuando como treinador - Wikimedia Commons

No começo da tarde desta quarta-feira, 25, o jornal Clarin informou que Diego Armando Maradona, campeão de uma Copa do Mundo pela Seleção Argentina, morreu após um mal súbito. De acordo com a publicação, o ex-atleta do Boca Juniors e do Barcelona não resistiu a uma parada cardíaca.

Maradona havia completado 60 anos de idade no último dia 30 de outubro, recebendo inúmeras homenagens pelo mundo — uma delas no gramado do estádio do Gimnasia y Esgrima de La Plata, clube que o astro treinava antes de tirar uma licença médica. Na ocasião, a aparição surpreendeu pelo caminhar lento e dificuldade de realizar ações.

O ídolo foi internado em um hospital, três dias depois, realizando uma cirugia de drenagem após uma pequena hemorragia no cérebro. De acordo com o médico pessoal de Diego, Leopoldo Luque em entrevista à ESPN, o procedimento médico havia sido realizado com sucesso, mas o ex-atleta prosseguia internado.

O jogador iniciou sua carreira no Argentinos Juniors, se profissionalizando em 1976, onde marcou 149 gols em 166 jogos. Depois disso, teve passagens marcantes no Barcelona-ESP e no Napoli-ITA, antes de retonar para a Agentina, onde encerrou a carreira com 446 gols por clubes. Pela Seleção Argentina, disputou 91 jogos, marcando 34 gols e vencendo uma Copa do Mundo.