Notícias » Personagem

Morre ex-jogador e ídolo colombiano, Freddy Rincón

Atleta sofreu acidente de carro na Colômbia; clínica relata motivos que levaram ao óbito

Alan de Oliveira | @baco.deoli sob supervisão de Penélope Coelho Publicado em 14/04/2022, às 08h41

Freddy Rincón, em campo
Freddy Rincón, em campo - Getty Images

Morreu nesta madrugada de quinta-feira (14), o ex-jogador e ídolo esportivo FreddyRincón, após complicações causadas pelo acidente de carro que sofreu na segunda-feira (11), na Colômbia. A informação foi confirmada pela “Clinica Imbanaco de Calí”, local onde estava internado em estado grave desde então.

“Apesar de todos os esforços realizados pela nossa equipe médica, o paciente Freddy Eusebio Rincón Valencia faleceu no dia de hoje, escreveu a Clínica em comunicado.

O centro médico ainda atenta que tudo que era possível ao corpo médico foi feito, mas, infelizmente os últimos contatos e cirurgias já preocupavam bastante.

Após a emissão da nota oficial, seleções e países do mundo inteiro estão prestando suas condolências, inclusive o Corinthians, clube o qual Rincón não apenas jogou, como se tornou ídolo e símbolo dos anos 2000.

Carreira do atleta 

O ex-atleta jogou por muitos times tradicionais na América do Sul, assim como na Europa. Com passagens pelo Palmeiras, Corinthians, Napoli e Real Madrid - que por sinal, foi o primeiro jogador colombiano a jogar na considerada maior empresa de clubes da história do futebol.

“[Sua morte] representa uma grande perda para sua família e amigos, e também é uma partida infeliz para o nosso esporte, onde sentiremos sua falta e o lembraremos com muito carinho, apreço, respeito e admiração. Enviamos força, apoio e nossas condolências à sua família”, escreveu a Federação Colombiana de Futebol em nota.

Pelo Corinthians teve sua passagem mais marcante no Brasil. O colombiano foi um dos principais responsáveis pelo título do Mundial de Clubes da FIFA, sendo a primeira vez que o time conquistou o torneio.

Já na seleção colombiana, disputou três Copa do Mundo e marcou um dos gols mais históricos do país. Em 1990, aos seus 24 anos, o meia-campista acertou um chute de fora da área, empatando o jogo contra a Alemanha Ocidental aos 47 minutos do segundo tempo, garantindo a inédita classificação colombiana para as oitavas de final do torneio.