Notícias » Personagem

Morre o lendário Stirling Moss, o "campeão mundial sem título" da F1

O piloto competiu várias vezes durante os seus 14 anos de carreira, sendo vice-campeão quatro vezes

Vanessa Centamori Publicado em 13/04/2020, às 16h30 - Atualizado às 17h20

Sir Stirling Moss, na velhice
Sir Stirling Moss, na velhice - Divulgação/ Youtube

Sir Stirling Moss nunca levantou a taça de campeão, mas nem por isso deixou de ser vitorioso: o inglês era um nome grandioso na Fórmula 1, sendo quatro vezes vice-campeão da competição. Ele faleceu em decorrência de uma doença não divulgada, no último domingo de páscoa, 12 de abril, aos 90 anos. 

Os seus quatro vice-campeonatos na Fórmula 1 foram todos consecutivos e ocorreram em 1955, 1956, 1957 e 1958. Além disso, Moss conquistou outros três terceiros lugares nos Mundiais de 1959, 1960 e 1961.

O piloto quando era jovem / Crédito: Divulgação / Youtube 

 

Em seus 14 anos de carreira, Moss venceu um total de 212 de suas 529 corridas - incluindo 16 vitórias no Grand Prix. Até 1991, ele foi o britânico com o maior número de conquistas na Fórmula 1, com 16 delas em apenas 66 largadas, um aproveitamento surpreendente de 24%.

Stirling Moss tinha um talento que vinha de família. Ele era filho de um dentista e motorista amador chamado Arthur, que terminou em 14ª na corrida automobilística Indianapolis 500, em 1924. 

Moss no Grande Prêmio da Alemanha de 1961 / Crédito: Wikimedia Commons 

 

A carreira de Moss terminou em Goodwood, no ano de 1962, durante uma competição na qual ele teve que ser retirado de seu carro após realizar uma  aterrissagem de 100 km/h, que quase o matou. Depois disso, o piloto anunciou a sua aposentadoria oficial.

Porém, continuou praticando corrida até os 81 anos de idade. Segundo a esposa do falecido, Susie Moss, a morte do companheiro foi em paz, na sua casa em Londres."Ele morreu como viveu, parecendo fantástico. Ele estava cansado e simplesmente fechou os olhos e foi isso", contou a viúva, ao jornal The Daily Mail.