Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Ucrânia

Morte de combatente brasileiro na Ucrânia é confirmada pelo Itamaraty

A notícia chegou à família nesta quinta, 8. Entenda!

Isabelly de Lima, sob supervisão de Ingredi Brunato Publicado em 09/06/2022, às 15h04

Combatente André Hack, 43, tem morte confirmada - Divulgação / Vídeo / Uol
Combatente André Hack, 43, tem morte confirmada - Divulgação / Vídeo / Uol

Na manhã desta quinta-feira, 9, o Itamaraty confirmou a morte de André Hack Bahi, 43, um combatente brasileiro que atuava entre os aliados das tropas ucranianas contra a Rússia. No último domingo, 5, ele foi baleado durante um confronto em Sieverodonetsk, principal campo de batalha no leste do país.

A irmã de André, Letícia Hack Bahi, encaminhou um áudio para o UOL hoje de manhã. A mensagem era atribuída ao comandante da unidade do brasileiro, e, de acordo com ela, o soldado morreu ao ser atingido por tiros vindos das tropas russas. Na guerra da Ucrânia, essa foi a primeira morte de um brasileiro.

Morte em combate

Depois de ser atingido, o corpo de André foi arrastado por um colega para fora da zona de combate, e atualmente está em um necrotério da região, ainda de acordo com a mensagem enviada. 

O rapaz puxou ele para um ponto de evacuação, já falecido. A notícia que a gente tem é que o corpo está no necrotério pela região. Todas as minhas condolências para a família”, contou no áudio o homem que se identificou como comandante da unidade deAndré.

“O meu irmão dizia que, se morresse salvando vidas, era para a gente se conformar. Ele foi para a Ucrânia ajudar as pessoas”, relatou Letícia, irmã de André, segundo repercutido pelo UOL. Ela acrescentou que alguém irá para a Ucrânia reconhecer o corpo, mas vão deixar as cinzas no Ceará, onde moram os cinco filhos do soldado.

O Itamaraty confirmou a morte do combatente através de uma nota. "O Ministério das Relações Exteriores recebeu, por meio da Embaixada do Brasil em Kiev, confirmação do falecimento de nacional brasileiro em território ucraniano em decorrência do conflito naquele país e mantém contato com familiares para prestar-lhes toda a assistência cabível, em conformidade com os tratados internacionais vigentes e com a legislação local”, informou a pasta.