Notícias Pré-História

Ötzi: o trágico fim do homem do gelo

Há 27 anos, a múmia mais famosa da Europa era encontrada. Trabalho de detetive esclareceu os violentos momentos finais do homem que viveu há 5 milênios

terça 18 setembro, 2018
Ötzi, cuja múmia foi encontrada nos Alpes e era possivelmente um dos primeiros invasores
Ötzi, cuja múmia foi encontrada nos Alpes e era possivelmente um dos primeiros invasores Foto:Wikimedia Commons

Ötzi viveu há 5 300 anos e foi encontrado sob o gelo na fronteira da Áustria com a Itália, em 1991. Tão bem preservado que acreditou-se no início ser um esquiador recente. Vivendo na passagem da Pré-História para a História, o bem-vestido e bem-equipado homem de meia-idade morreu de flechadas. Mas essa não é toda a história. O investigador Alexander Horn, da polícia de Munique, atendeu a um pedido da museóloga Angelika Fleckinger para investigar o fim de Ötzi como se fosse um crime qualquer.

Segundo o policial, Ötzi provavelmente foi vítima de vingança. Ele foi morto por uma flecha no ombro, o que já era sabido. Mas, alguns dias antes, havia levado outra flechada, na mão, à qual havia sobrevivido.

Notícias Relacionadas

Ötzi, o humano do gelo,é da Idade do Bronze Wikimedia Commons

A teoria de Horn é que Ötzi enfrentou um inimigo – que deu a primeira flechada – e venceu. Mas o rival continuou a persegui-lo, até atingi-lo com o segundo tiro, este fatal. Quanto à causa da querela, provavelmente era um rixa pessoal – Ötzi foi enterrado pela neve carregando um valiosíssimo machado de bronze, o que indica que o inimigo não estava interessado em suas posses. “Estamos falando de um padrão de comportamento que se repete hoje em casos de assassinatos”, afirma o investigador. “Começa com pequenas coisas, e cresce até o extremo.”


Abominável homem da neve

O mais famoso homem do gelo não pertence à chamada Era do Gelo, que terminou cerca de 12 mil anos atrás. Ainda assim, Ötzi, como ficou conhecido, é uma das descobertas mais interessantes da Pré-História humana – período anterior à invenção da escrita. A múmia foi encontrada em 1991 por um casal alemão perto de Hauslabjoch, na região alpina de Ötzal.

De início eles pensaram que fosse apenas mais um alpinista desafortunado cujo corpo fora preservado pelo gelo. Mas, após a retirada do cadáver, ficou constatado que era um homem que morreu há 5 300 anos. A descoberta iniciou uma série de estudos para delinear a história pregressa de Ötzi.

Antes mesmo das reconstruções mais a fundo modernas, pelos artefatos encontrados com ele, como um arco e um machado de cobre, sabia-se que morrera em combate. Mas se ele era de fato um guerreiro, ou só um modesto caçador, vítima de um crime ou agressão entre tribos, ainda é um fato controverso. 

Fábio Marton


Leia Mais:

Receba em Casa

Vídeos

Mais Lidas

  1. 1 Crianças que nasceram como resultado do horrível programa Há 82 anos, nazistas começavam seu repugnante programa de ...
  2. 2 Os quatro milênios da Babilônia
  3. 3 Uma tempestade chamada Pagu
  4. 4 Inquisição: A fé e fogo
  5. 5 Marginália: As alucinadas ilustrações dos livros medievais