Notícias » Entretenimento

“Muito ofensivo”: Nova petição exige remoção de cena de Halloween Kills

O americano Jesse Streeter criou uma petição para que fosse cortada uma cena específica

Pedro Paulo Furlan, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 18/10/2021, às 13h51

Cena do filme "Halloween Kills: O Terror Continua" de 2021
Cena do filme "Halloween Kills: O Terror Continua" de 2021 - Divulgação / Miramax

O mais novo filme da franquia Halloween não agradou todo mundo, especialmente devido à representação do serial killer Michael Myers — uma das mais violentas mostradas no cinema.

Entretanto, uma pessoa não gostou de uma cena o bastante para criar uma petição polêmica no site Change.org instigando a remoção do filme.

Na cena que causou essa moção, o vilão causa um incêndio e com isso atrai bombeiros, massacrando-os com suas ferramentas assim que chegam à casa em chamas, o que, na opinião de Jesse Streeter, idealizador da movimentação, foi “errado” e “muito ofensivo”, como ele diz na petição.

No texto da petição, o criador detalha mais o porque não acredita que a cena era necessária, citando seus pais, que são bombeiros aposentados, e seu próprio desejo de seguir com essa carreira.

“Michael não tinha que matá-los, de alguma forma eles o salvaram, então ele deveria ter salvado os dois bombeiros da casa e seguido seu caminho para matar sua irmã. Não há razão para aquela cena horrível e nojenta”.

O filme Halloween Kills: O Terror Continua estreou na semana passada, no dia 14 de outubro, e é a segunda parte da mais nova trilogia sobre o assassino Michael Myers e sua principal ‘vítima’ Laurie Strode, interpretada por Jamie Lee Curtis.