Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Inglaterra

Mulher acorda pensando ter 6 anos e que marido a raptou

'Quem é você e quem é esse cachorro? Quero minha mãe e meu pai’, disse a jovem durante o episódio ocorrido na Inglaterra

Redação Publicado em 28/06/2022, às 08h06

Chloe Barnard e o marido James Cavill - Divulgação/Arquivo Pessoal/Chloe Barnard
Chloe Barnard e o marido James Cavill - Divulgação/Arquivo Pessoal/Chloe Barnard

Uma mulher que sofre de amnésia teve um episódio recente bastante chocante. Moradora do condado de Leicestershire, na Inglaterra, a garçonete acordou pensando ter seis anos de idade e que havia sido raptada pelo próprio marido.

Chloe Barnard, de 29 anos, é casada com James Cavill, de 39, e chegou a tentar chamar a polícia para denunciar o companheiro durante o episódio. A jovem não reconheceu onde estava ao acordar após ter ido dormir depois de uma discussão com o esposo.

Desci e vi que as escadas tinham um portão de proteção. Não reconheci a casa, mas pensei que eu morava ali porque só tinha seis anos e a escada estava protegida", disse ao tabloide britânico Daily Mail.

"Meu marido estava no sofá com o cachorro, que eu não sabia que era meu. Sentei na escada e falei: 'Quem é você e quem é esse cachorro? Quero minha mãe e meu pai", contou.

Como é casado com ela há nove anos, James já sabia como agir em situações em que Chloe sofre com problemas de memória. Mantendo a calma, ele ligou aos sogros, que afirmaram que a filha deveria dormir para “acordar melhor” no dia seguinte.

Ele se deitou. Eu disse que não ia ficar deitada com ele e fiquei em pé com um bichinho de pelúcia. Tentei ligar para a polícia, mas ele pegou meu telefone", relatou. Com isso, a mulher decidiu ficar em pé segurando uma chave-inglesa.

Episódios de amnésia

Segundo o UOL, Chloe disse que vive episódios parecidos em intervalos de meses, em especial quando passa por privação de sono. Os lapsos costumam ser rápidos e ela volta ao “normal” após mais ou menos 24 horas.

Eu tenho que lidar com isso, mas isso me despedaça. Às vezes, levo uma semana inteira para me recompor", lamentou.