Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Era Viking

Mulher compra bijuteria na internet e recebe raro anel da Era Viking

Pesando cerca de 11 gramas, relíquia de ouro pode ter pertencido a um homem rico da época

Fabio Previdelli Publicado em 12/07/2022, às 14h15

Anel de ouro da Era Viking - Município de Vestland
Anel de ouro da Era Viking - Município de Vestland

Recentemente, a norueguesa Mari Ingelin Heskestad ofertou um lote de bijuterias baratas pela internet. Porém, a compradora recebeu algo muito além do esperado: um anel de ouro da Era Viking

Percebi que era tão pesado”, explicou Heskestad ao jornal norueguês Bergensavisen. “Ele brilhava e se destacava entre as outras jóias. Parecia muito especial”.

Conforme relatado pelo Science Norway, Mari então mostrou o item para seu sogro, que desconfiou tratar-se de um artefato raro. A suspeita se confirmou depois que o Departamento Municipal de Patrimônio Cultural do condado de Vestland, no oeste do país, analisou o artefato. 

O anel não era uma jóia barata, mas sim um aliança de ouro que pertenceu a um viking, provavelmente um poderoso chefe. “Ela entrou em contato conosco e pudemos confirmar rapidamente que este era um anel de ouro real do final da Idade do Ferro/Idade Viking”, explicou Karoline Hareide Breivik, chefe interina do Departamento.

Mari Ingelin Heskestad segurando o anel viking/ Crédito: Município de Vestland

Breivik informou ainda que esse mesmo tipo de anel foi encontrado na Noruega no ano passado, embora itens como esse sejam considerados raros. Um dos grandes mistérios agora é saber de onde exatamente veio o anel, visto que Heskestad comprou o lote de uma casa de leilões online que estava vendendo itens de uma propriedade antiga. 

“O que isso significa é que não temos ideia de onde é o anel”, disse Sigrun Wølstad, arqueóloga e consultora sênior da seção de patrimônio cultural do condado de Vestland, à Science Norway. “Pode ser de qualquer lugar.”

As especulações 

Entretanto, a especialista afirma que o anel remonta à era dos vikings. “Você pode ver isso no design e no estilo do anel”, explica. “O ouro pré-histórico geralmente tem uma cor ligeiramente diferente da de hoje. Anéis semelhantes ou idênticos foram encontrados e, com base no contexto, conseguimos datá-lo [da era viking]”.

Pesando cerca de 11 gramas, os pesquisadores acreditam que ele possa ter pertencido a um homem rico da época, como um chefe viking, por exemplo. “O ouro era raro durante a Era Viking, não havia mais uma grande oferta dele. Portanto, isso teria sido reservado para as pessoas mais ricas e poderosas da sociedade”, disse Unn Pedersen, professora associada de arqueologia da Universidade de Oslo.