Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / A Mulher da Casa Abandonada

'A Mulher da Casa Abandonada': Podcast terá entrevistas com mulher que escravizou doméstica

'A Mulher da Casa Abandonada', podcast que impressiona internautas, conta a história de uma mulher foragida do FBI após escravizar doméstica

Redação Publicado em 08/07/2022, às 19h11

Imagem ilustrativa do podcast 'A Mulher da Casa Abandonada' - Divulgação/Folha de S. Paulo
Imagem ilustrativa do podcast 'A Mulher da Casa Abandonada' - Divulgação/Folha de S. Paulo

O podcast 'A Mulher da Casa Abandonada', apresentado pelo jornalista Chico Felitti na Folha de S. Paulo, virou sensação entre internautas ao contar a história de uma brasileira que virou foragida do FBI. Agora, foi revelado que os episódios finais da série contarão com entrevistas feitas com Margarida Bonetti. 

A revelação foi feita por Chico durante entrevista no programa 'Um Milkshake chamado Wanda'. Ele explicou que os episódios finais contam com uma entrevista feita por Margarida

"Eu falei com ela. Ela me deu uma entrevista longuíssima, mas não foi dentro da casa. Ela não me convidou para entrar. Infelizmente", explicou Chico no programa. 

E se engana quem imagina que foi fácil para o jornalista conseguir a entrevista com a mulher que se esconde numa mansão localizada em Higienópolis, São Paulo. 

"Toda vez que ela me vê, ela sai correndo e fecha a porta. Rolou uma situação ali que fiquei dias e dias, até vencer pelo cansaço e ela falou", disse ele. "Dias mesmo, eu acampei. São os episódios finais. Eu ficava sentado na sarjeta mesmo. Sorte que os porteiros, seguranças me conheciam", enfatiza Chico

A Mulher da Casa Abandonada

Lançado no último mês, o podcast 'A Mulher da Casa Abandonada', apresentado pelo jornalista Chico Felitti na Folha de S. Paulo, revela uma história cruel ocorrida nos EUA. Margarida Bonetti, que hoje se apresenta como 'Mari', é uma foragida do FBI. Há 20 anos, ela se tornou alvo após as autoridades descobrirem que uma empregada doméstica era escravizada por Margarida e seu marido. 

Escapando da justiça norte-americana, Margarida Bonetti passou a se esconder numa mansão de sua família. Atualmente, a casa localizada em São Paulo se encontra em péssimas condições. A história de Margarida chamou ainda mais atenção quando internautas descobriram que a exploradora cobre o rosto com uma pomada, resultando num aspecto insólito. 

Conforme relatado pelo portal de notícias UOL, a mansão de Bonetti se tornou alvo de curiosos, que vão até o local na esperança de encontrar a foragida ou conhecer de perto a mansão. O jornalista, que não revelou o endereço da residência, disse que isso sempre foi uma preocupação.

“Sempre foi uma preocupação colocar uma pessoa em perigo, por mais que ela seja uma criminosa que fugiu do julgamento”, enfatizou Felitti.