Notícias » EUA

Mulher deixou mensagem para familiares antes de desaparecer nos EUA

A americana Maya Millete, vista pela última vez no estado da Califórnia, está desaparecida desde o dia 7 de janeiro

Giovanna Gomes, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 06/04/2021, às 09h28

Imagem meramente ilustrativa
Imagem meramente ilustrativa - Imagem de parthrpatel800 por Pixabay

Maya Millete, uma americana de 39 anos, foi vista pela última vez no estado da Califórnia há três meses. Desde então, sua família tem se mobilizado à sua procura. Conforme repercutido pelo UOL, uma informação comunicada pelos parentes da desaparecida à Fox News pode ser uma peça chave na investigação do caso.

Segundo eles, Maya teria os alertado previamente do perigo que corria: "Se algo acontecesse comigo, seria [culpa de] Larry", teria dito Millete, referindo-se ao marido. Além disso, o casal estava prestes a se separar, sendo que a mulher sumiu no dia exato em que se encontraria com um advogado.

A situação fica ainda mais estranha quando consideramos uma informação fornecida pelo legista do caso, Billy Little. Segundo ele, o marido de Maya enviou em setembro do ano passado uma foto muito suspeita para um dos familiares da americana. Era possível ver na imagem um altar com uma imagem do casal, a qual estava coberta de gotas vermelhas e com velas ao seu redor.

Além disso, durante uma visita ao local no dia 11 de janeiro, Little percebeu que aparentemente Larry estava limpando o local, uma vez que todas as janelas estavam abertas e os ventiladores ligados na velocidade máxima. Outro ponto suspeito é que havia um buraco na maçaneta da porta da residênia. O marido da desaparecida, no entanto, afirma que foi Maya quem o fez.

Entretanto, apesar da família suspeitar de Larry, a polícia ainda não aponta envolvidos específicos no caso.

"Temos pessoas que continuam sendo testemunhas fundamentais do desaparecimento. Nos comunicamos o tempo todo com os parceiros regionais sobre este caso e estamos trabalhando para identificar as evidências, analisá-las e segui-las", disse Eric Thunberg, representante do Departamento de Polícia da cidade de Chula Vista.