Notícias » Arqueologia

Mulher descobre artefato romano de 1,8 mil anos em estábulo

Por duas décadas, a mulher utilizou o achado como apoio para montar cavalos; ao perceber curiosos desenhos e inscrições, ela decidiu consultar especialistas

Giovanna Gomes Publicado em 09/01/2021, às 12h00

A pedra foi encontrada há vinte anos
A pedra foi encontrada há vinte anos - Divulgação/Woolley and Wallis

Há 20 anos, uma mulher encontrou uma pedra de 63 centímetros muito diferente no jardim de sua casa, localizada em Whiteparish, na Inglaterra. Ela levou o objeto para seu estábulo e passou a utilizá-lo como apoio para montar seus cavalos. Recentemente, contudo, ela reparou que a pedra continha inscrições intrigantes e a levou para análise. A verdade é que se tratava de uma lajota romana datada do século 2 d.C..

Segundo os historiadores e arqueólogos a quem a inglesa consultou, o artefato seria, muito provavelmente, de origem grega ou proveniente do Oriente Médio. Na pedra, é possível ver uma mensagem: "O povo (e) os Rapazes (honram) Demetrios (filho) de Metrodoros (o filho) de Leukios".

O artefato será leiloado em fevereiro / Crédito: Divulgação / Woolley and Wallis

 

“Artefatos desse tipo costumavam chegar à Inglaterra no final do século 18 e 19, quando aristocratas ricos viajavam pela Europa aprendendo sobre arte e cultura clássicas”, disse Will Hobbs, especialista em antiguidades da casa de leilões Woolley and Wallis. Segundo ele, a pedra teria valor estimado em 15 mil libras (quase 110 mil reais).

Ele contou que havia duas propriedades muito importantes próximas ao local onde foi encontrado o objeto, a Cowesfield House e a Broxmore House, ambas demolidas no ano de 1949. "Mas também sabemos que a casa onde hoje é o Paulton's Park foi destruída por um incêndio em 1963 e, portanto, possivelmente os escombros de lá foram reutilizados em canteiros de obras na área pouco depois", considerou.

"Existem várias possibilidades de onde a pedra pode ter se originada,” afirmou Hobbs. Contudo, ainda não há evidências suficientes para afirmar qualquer hipótese.