Notícias » Coronavírus

Mulher vinda do Congo é segundo caso suspeito de Ômicron no Brasil

Paciente está em Belo Horizonte, Minas Gerais, e ainda não foi vacinada contra o novo coronavírus

Isabela Barreiros Publicado em 30/11/2021, às 15h08

Imagem ilustrativa
Imagem ilustrativa - Divulgação/Pixabay/geralt

Uma mulher apresentou sintomas de covid-19 desde a segunda-feira da semana passada, 22, ao chegar em Belo Horizonte, Minas Gerais, após uma passagem no Congo, localizado no continente foco da nova variante do coronavírus, a Ômicron.

Ela testou positivo para a doença no último domingo, 28, e está tendo seu quadro avaliado por especialistas de saúde da capital mineira, já que suspeita-se que a paciente esteja infectada com a nova cepa de covid-19.

De acordo com o Estadão, este é o segundo caso suspeito notificado às autoridades brasileiras da variante Ômicron em território nacional; o primeiro é de um viajante que chegou em Guarulhos, São Paulo, vindo da África do Sul.

A mulher afirmou que, quando saiu da África no dia 17, o teste que fez para covid-19 havia apresentado um resultado negativo, o que permitiu que ela embarcasse no voo. Quando percebeu os sintomas do vírus, procurou atendimento médico em Belo Horizonte.

A prefeitura da cidade afirmou que a paciente ainda não recebeu a vacina contra o novo coronavírus. Ela foi internada em um leito de isolamento e atualmente está no Hospital Eduardo de Menezes, zona oeste de BH, onde está recebendo atendimento.

"A equipe da unidade realizou o atendimento conforme os protocolos, comunicou ao Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde, solicitou teste rápido, com resultado positivo, sendo solicitada a realização de genotipagem do vírus", disse a prefeitura.

Os especialistas devem investigar se a mulher está ou não infectada com a variante de covid-19 identificada pela primeira vez na África do Sul, que foi classificada como “preocupante” pela Organização Mundial da Saúde (OMS).