Notícias » EUA

Mulher é acusada de provocar incêndio ao tentar ferver urina de urso

Ela, que afirma ser uma xamã, é suspeita de ter provocado a destruição de 41 casas e outras 90 estruturas

Redação Publicado em 28/09/2021, às 10h01

Imagem meramente ilustrativa
Imagem meramente ilustrativa - Imagem de Ylvers por Pixabay

Uma americana que afirma ser "xamã" foi presa no condado de Shasta, no estado americano da Califórnia, após ter incendiado uma floresta. O caso foi repercutido pelo Washington Post. 

Ela decidiu acender uma fogueira para ferver urina de urso com o intuito de beber, porém, o fogo acabou se alastrando e mais de 34 quilômetros quadrados de solo foram atingidos pelas chamas. Como resultado, 41 casas e outras 90 estruturas acabaram sendo destruídas.

De acordo com o Departamento de Silvicultura e Proteção contra Incêndios da Califórnia (Cal Fire), a acusada se chama Alexandra Souverneva, e tem 30 anos.

Ela caminhava pelo local quando avistou uma poça de urina de urso e decidiu tentar acender uma fogueira para ferver o líquido. Souverneva afirma, porém, não ter obtido êxito, de modo que acabou bebendo a urina da forma que encontrou, deixando o local logo em seguida. 

Pouco tempo depois, pessoas que trabalhavam na região se depararam com a mulher em uma pedreira próxima ao local do incêndio e alertaram as autoridades. Cercada pelo fogo, Souverneva, que já se encontrava desidratada, acabou tendo de ser resgatada pela equipe de bombeiros.

A polícia afirmou  ter encontrado um isqueiro no bolso da mulher, que foi presa em flagrante. Caso condenada, a mulher poderá pegar até nove anos de prisão.